10.1.13

não percebo

espantam-me as pessoas que apagam os seus blogs sem aviso. eu posso passar muito tempo sem cá vir; posso até um dia num acesso de loucura fazer como o menino da mamã e tornar o blog privado para só eu poder ver as barbaridades, as dores e as alegrias que já escrevi. mas apagar assim uma parte da minha vida - sendo que os momentos mais importantes, para o bom e para o mau, foram sem dúvida as fases em que mais escrevi.. isso acho que não era capaz.

2 comentários:

Menino da Mamã disse...

m.: O meu blog só está no formato privado porque foi a maneira que encontrei de não o eliminar, e, ao mesmo tempo, não ter toda a gente a revisitar e revasculhar o que escrevi algures no tempo. Não voltei a escrever nem há nenhum leitor convidado.

Rest assured: eu voltarei.

Só não sei é quando.

Ana disse...

Eu tive de apagar o meu primeiro blog porque era do Sapo e, na altura, há 6 anos atrás, aquela plataforma não dava a hipótese de o tornar privado. Mas antes de o apagar, guardei todos os textos para mim. Era incapaz de me desfazer deles. O segundo, já no blogger, tornei-o privado quando decidi parar de escrever lá, mas continua tudo intacto.

Já apaguei alguns textos deste blog actual, mas isso deve-se ao facto do blog ser conhecido por toda a gente que convive comigo (amigos, colegas, família), e eu ter achado que determinadas coisas não eram para ser partilhadas com eles (ou alguns deles).